{ © 2016 IEED SP - Proibido uso sem autorização}

{ © 2016 IEED SP – Proibido uso sem autorização}

Corpus Christi é mais uma data de grande valia para a Irmandade Espiritual Estrela D’Alva. Ao contrário da maior parte dos trabalhos da IEED, Corpus Christi não tem incorporação. A Maçonaria Feminina IEED e a Maçonaria Oriental Wanduísta fazem uma importante chamada de forças, que são emanadas pelo espaço e recebidas de forma bem intensa por todos.

Neste ano, o trabalho aconteceu em 26/05, na sede (Rua Ari dos Santos, 200), em São Paulo. Na fixação da cerimônia, feita pelos membros da Auréola, o Rev. Sérgio Rangel comentou que o trabalho que estava prestes a se iniciar era fruto da força maçônica com o apoio da força sacerdotal.

Mais tarde, quando todos já estavam posicionados para o início do protocolo da cerimônia, no templo esotérico, o Rev. Sérgio fez questão de comentar que a Reverendíssima Maly Hilda foi quem lutou para que os trabalhos de recebimento de forças acontecesse, e que por isso ela tem relevância indescritível em Corpus Christi. Nosso diretor espiritual falou também que o trabalho é de extrema importância para as germinativas, visto que Maria foi a primeira mulher que teve contato com o corpo de Jesus. Ele ainda discorreu brevemente como foi a história dela, quando soube que seria a responsável por gerar a vida de Cristo.

Em Corpus Christi, assim como no trabalho de 21 de maio, a Maçonaria Feminina IEED necessita de 33 germinativas para que seu trabalho seja realizado e atinja seu objetivo. Neste ano, a MFI contou com 35 mulheres, que compareceram em busca das forças e da ascensão espiritual que a data proporciona.

A Maçonaria Oriental Wanduísta também contou com a presença de muitos polutivos, que buscavam fortalecimento, com base nas forças maçônicas que seriam invocadas. Assim, a MOW também pôde realizar seu trabalho, e os homens presentes puderam sair agradecidos e renovados.

Ao final da noite, algumas participantes comentavam que era possível sentir a energia que os trabalhos irradiavam durante a chamada de forças. É essa energia que faz as germinativas IEED, que vêm se unindo e fortalecendo cada vez mais, e todas as mulheres, crescerem e evoluírem, atingindo os objetivos da MFI.

Veja algumas fotos: