Na Irmandade Espiritual Estrela D’Alva, 20 de janeiro é a data em que se realiza a Cerimônia em homenagem a Oxossi. Neste ano, pelo fato da data indicar um sábado, a cerimônia da IEED-SP será feita no Templo de Iemanjá (Jd. Colibri), e acontecerá no dia 20 (para membros da Auréola) e no dia 21 (para Assistentes e moradores do Jd. Colibri), com fechamento na manhã do dia 22 (apenas com membros da Auréola).

Tendo como função principal trabalhar a saúde das pessoas, a cerimônia de Oxossi tem íntima ligação com as forças da natureza, e por isso preconiza uma abundante presença de elementos naturais – principalmente galhos e folhas de eucaliptos – para que os trabalhos ocorram. Além disso, nesse dia, os membros da Auréola prestam seus serviços com roupas em homenagem às vestes típicas de índios, caracterizando o elo da força de Oxossi com a natureza.

No sincretismo, Oxossi representa São Sebastião. Sobre essa representação, o texto geralmente lido no início da cerimônia traz uma explanação bastante clara: “São Sebastião, que ao deixar a vida terrena foi pregado a uma árvore, ficou com sua força ligada ao reino vegetal, formando a linha que, na Umbanda, tem o nome de Oxossi, que são manifestações espirituais intimamente ligadas à Mata. É através da força da natureza, em junção com os astros, que São Sebastião procura dar às criaturas a necessária calma, preparando o físico e a mente, afastando os obstáculos que dificultam a ascensão espiritual.” Ainda segundo o texto, as pessoas que comparecem à cerimônia devem estar “limpas de coração e alma, vigiando seus defeitos e fortalecendo a mente, para que a força homenageada possa ajudá-las”.

A cerimônia de Oxossi é relacionada à saúde, fator carinhosamente trabalhado pelas entidades.