2ª Palestra do Mês do Médium na IEED

Transcrição da palestra com a visão do Asp. Rodney sobre mediunidade, apresentada na Sede no dia 17/08/2021 no Templo Estrela D'Alva no bairro da Tijuca - RJ.

O Mês de agosto na IEED é dedicado ao médium e a mediunidade. O Ritual deixado pelos Mestres preveem que se façam mini palestras com o tema da mediunidade em todas as reuniões de terça-feira. Como forma de registro, enaltecer e elucidar, mas nunca esgotar o tema, este ano transcreveremos as palestras para apreciação de todos. Lembrando que a visão é totalmente pessoal de cada palestrante, baseado, na sua vivência, evolução, estudo etc.

No mês de agosto na IEED comemoramos o mês do Médium, instituído por S.S. Wantuil, em 27 de agosto de 1946.


Para tanto, teremos em todas as nossas reuniões às terças-feiras palestras sobre a mediunidade.


Asp. Rodney na Reunião dia 17/08/2021

Resolvi falar um pouco da organização em uma Reunião aqui na IEED e mostrar que mesmo sem incorporar (o tipo mais comum de mediunidade), todos os presentes têm papel importante durante uma Reunião Espiritual.



Um conceito do Livro “O que se aprende em Estrela D’Alva” de Reverendíssima Maly Hilda, “médium é todo aquele que vem a Terra”.


Ao iniciarmos um trabalho Espiritual aqui, sempre temos o aval de Forças. Começamos com as Forças da Trindade Sagrada de Jesus, Maria e José e da Trindade Suprema que nos dirige SS. Wandú, S.S Deusa Lunar e S.S. Wantuil.


Os que estão sentados a mesa em todas as Reuniões são os Mentores, responsáveis por fazer a conexão com o Uno Astral mesmo desincorporados, eles têm as chaves para abrir, fechar e apoiar o trabalho Espiritual.


Temos também os Auxiliares de Guia que são responsáveis pelo o apoio aos Guias nos trabalhos espirituais.


Os Médiuns que participam incorporando as Entidades que vêm a trabalho do Uno Supremo.


E os Assistentes. Sim, os assistentes também fazem parte de toda essa engrenagem. Toda a energia, bons pensamentos e a presença física são muito importantes, pois, todos são beneficiados. O assistente se alimenta, e o Guia também tem oportunidade de fazer o seu trabalho para as Forças Supremas, assim como o próprio Médium.


Então vemos, que não é somente porque não incorporamos que não somos importantes. Como já dito a mediunidade de incorporação é a mais comum que existe de acordo com o que é ensinado aqui na Filosofia Wanduísta.


Tenhamos sempre em mente que para um trabalho Espiritual nesta Loja Sacerdotal acontecer e para que esta magnífica máquina funcione, precisamos de todos.


Cada “divisão” é uma engrenagem para fazer tudo andar. Cada “divisão” é uma “Auréola de Forças” para a evolução dos trabalhos. A todo momento estamos a caminho de Jesus, o maior médium encarnado que já existiu, pois Ele é parte integrante do Uno Supremo.


Todos somos médiuns!

Nós temos uma infinita gratidão a Reverendíssima Maly Hilda, que através da sua mediunidade conectou-se com nosso Mestre S.S. Wandú e fundou este lindo recanto, com muito amor, doação, sofrimento, e acima de tudo muita fé e gratidão.


E nós hoje aqui somos gratos e seguimos pelo caminho aberto por ela e S.S. Wandú, sentindo um pouco disto todos os dias, pois é necessário vigia-se, doar-se, amar, confiar, ter bondade, humildade e muita fé. E não é uma tarefa fácil. Vejam toda trajetória de um médium para fundar um local como este, em seu livro “Minha Vida Mediúnica”.


Que possamos ser dignos de receber esse pequeno bafejo e sentir essa beleza das Forças Positivas emanadas pelo Uno Supremo. Dignos de ser porto para os maravilhosos, sábios e humildes Guias.


Vamos refletir? Todos os que vem a Terra são médiuns. Todos que estão em um trabalho Espiritual estão trabalhando mediunicamente. Você se sente assim?


Hosanas a Reverendíssima Maly Hilda! Hosanas ao mês do Médium! Hosanas a todos os médiuns! Hosanas a Mediunidade.



Asp. Ded. S.S. Xanasteix Rodney Delphino Azevedo



_____________________________________



6 visualizações0 comentário