Por mais um ano, a Cerimônia em Homenagem a São João Batista da Irmandade Espiritual Estrela D’Alva – SP foi um sucesso! Polutivos e germinativas se reuniram no último sábado (23/06), no Terreiro de Iemanjá (Jd. Colibri), para celebrar a data e protagonizar um lindo e importante trabalho regido pelas Maçonarias IEED.

A Cerimônia em Homenagem a São João Batista é uma das poucas ocasiões em que a meia-noite é considerada positiva para a IEED, assim como acontece nas cerimônias de Natal, Ano Novo e Reis.

Sendo assim, à meia-noite do dia 23 para o dia 24, a característica queima de fogos que marca a cerimônia foi realizada. A justificativa desta parte do trabalho foi devidamente explicada e deixada para nós em documentos pela Reverendíssima Maly Hilda: a pólvora que se queima no chão é negativa e está ligada às imperfeições humanas. Queimada no espaço, ela se torna positiva, principalmente nos dias santificados. A atmosfera que envolve a terra é um mundo onde habitam os espíritos que não dominaram suas imperfeições, vagando de um lado para outro, temerosos de assumirem as responsabilidades e o cumprimento do dever. (…) Alguns encontram-se tão fortemente ligados aos defeitos terrenos, que os impedem de ter por si mesmos as suas ascensões. O fogo de artifício que seja lançado ao espaço por um grupo de pessoas que esteja emitindo pensamentos positivos tem o poder de libertar muitos desses espíritos, desentranhando suas forças prisioneiras da terra. Isso porque a pólvora é feita pela mão do homem e, ao explodir no ar, fora do elemento físico, o próprio homem, através de sua mentalização, serve de intermediário, torna-se ponto de apoio para que se desentranhem da terra as forças dos espíritos beneficiados que, envolvidos por uma auréola de forças superiores, conseguem se libertar.”

Nos momentos de intervalo da cerimônia, uma fogueira foi acesa na área externa do terreiro e aqueceu ainda mais a noite de energias e pensamentos positivos. Comidinhas típicas de festa junina foram outra atração dos momentos entre os trabalhos.

Vale a pena conhecer também a imponente e bonita história de São João Batista, primo de Jesus Cristo e responsável por seu batismo:

São João Batista nasceu em uma cidade próxima a Jerusalém, em Israel. Seu pai era Zacarias. Sua mãe foi Isabel, prima de Maria, a mãe de Jesus. Ambas foram avisadas pelo Anjo Gabriel que dariam à luz a seus filhos.

O santo homenageado em 24 de junho é muito importante no Novo Testamento, pois foi ele o precursor de Jesus, ou seja, aquele que anunciou a vinda do Messias e a salvação que Ele traria para todos. Em sua vida adulta, através do batismo, São João Batista pregou a conversão e o arrependimento dos pecados. Para isso, ele foi morar no deserto. Além de batizar quem encontrava o arrependimento, ele rezava e fazia sacrifícios. Foi no deserto que João queimou seu órgão sexual, para que se tornasse senhor, e não escravo dos desejos do corpo.

João ganhou a alcunha de “Batista” porque batizava as pessoas.

Vivendo uma vida extremamente difícil e com muita oração, ele passou a ser reconhecido como profeta, um homem enviado por Deus. João sempre anunciava a chegada do Messias, e multidões ouviam suas pregações às margens do Rio Jordão. Ele cumpriu sua missão com sucesso, preparando o caminho do Senhor.

Em certo momento, João Batista disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” (Jo 1-29) Quando Jesus, o Salvador, foi ao encontro do primo para ser batizado, João questiona: “Eu é que devo ser batizado por Ti, e Tu vens a mim?” (Mateus 3-14) Mesmo assim, João batizou Jesus.

João Batista foi um mártir da justiça e da verdade. Denunciou os desmandos e casos de adultério do rei Herodes Antipas. Por isso, foi preso e degolado, a pedido de Herodíades, cunhada e amante do governante.

São João Batista é o primeiro mártir da Igreja e o último dos profetas. Ele é venerado também como santo, precursor do Messias e arauto da verdade.

Assim como a Virgem Maria, São João Batista é um dos poucos santos em que se comemora a data do nascimento, e não do falecimento. Na Umbanda, São João Batista é sincretizado com Xangô.

Salve à força de São João Batista.

Veja algumas fotos da cerimônia realizada no último sábado e encerrada no domingo: