"Wantuil, Wantuil..."

Atualizado: Out 2

Dia 30 de setembro é dia de celebrar e homenagear nosso Mestre Doutrinador S.S. Wantuil

O hino que cantamos todas as Terças-feiras nos conta um pouco sobre esta grandiosa Santidade, que tanto trabalhou por nós. Através da mediunidade de Reverendíssima Maly Hilda, S.S. Pai Miguel Xangô iniciou seus trabalhos conosco, desde a fundação da IEED em 1938. Responsável pelos trabalhos de Ação Física da Obra e por trazer do Espaço os difíceis gráficos que ilustram o denso repertório filosófico que chamamos de Ensinamentos IEED.

O árduo e intenso trabalho de Pai Miguel Xangô fez com que ao final da década de 1940 nosso mestre passasse a se identificar não mais como Xangô e sim como o grego S.S. Wantuil, cantado como Chefe do Himalaia.


E porque comemoramos hoje?


A data de hoje é um função da Força Mental de S.S. Wantuil que é São Jerônimo, festejado hoje pela cristandade. Este Santo foi o responsável por traduzir a Bíblia hebraica e os Evangelhos escritos em grego para o Latim, língua oficial do Império Romano e língua universal da Igreja. Considerado o grande decodificador do cristianismo, sua vibração espiritual se associa à de S.S. Wantuil, decodificador da Filosofia Oriental Wanduísta.


Dia 30 de Setembro também é o dia máximo da Natureza Pedra, ponto de Forças para os trabalho de São Jerônimo, S.S. Wantuil e S.S. Pai Miguel Xangô.


Nos caminhos do Himalaia...


Servo de Nosso Senhor Jesus Cristo, S.S. Wantuil simboliza o caminho do soerguimento, da lapidação do caráter, do autoconhecimento e do ensino. O Himalaia, onde estão concentradas as vibrações máximas de Wantuil, simboliza a Sabedoria, o Intelecto Superior, pois trata-se de um local onde a matéria é praticamente anulada, não havendo condições mínimas para a vida e por isso, oportuniza a aproximação mais pura do espírito e uma proximidade evidente como o Céu por se tratar do ponto mais alto da Terre. Chegar ao topo do Himalaia é coisa para os grandes alpinistas, com anos de preparação, porém, nós temos a obrigação de buscar o alto do Himalaia simbólico para encontrar a sabedoria espiritual, contudo, mesmo que simbólico, sua escalada demanda muita Resistência, Coragem, Força de Vontade, deixar de lado os desejos da matéria e persistir na busca pela sabedoria e pelo conhecimento.


S.S. Wantuil nos convida a esta escalada e está ao nosso lado durante todo o percurso, como nosso guia e companheiro.


Hosanas à S.S. Wantuil!


57 visualizações1 comentário